♠♠♠♠♠ 

Entidades e pessoas que colaboraram com a instituição, doando EPI's, desinfectantes e fundos, no âmbito da campanha de combate ao COVID-19*:

Dra. Rita Moleiro - Ourique (máscaras cirúrgicas);

Câmara Municipal de Aljustrel - Aljustrel (viseiras);

Maria da Glória Camacho - Castro Verde (máscaras cirúrgicas);

António José Banza - Aljustrel (viseiras);

Estroina - Cerveja Artesanal, Monte Gois - Mértola (desinfectante);

Câmara Municipal de Castro Verde - Castro Verde (viseiras);

União de Freguesias de Castro Verde e Casével (desinfectante);

Adega Cooperativa da Vidigueira, Cuba e Alvito (desinfectante);

Fundação EDP - Lisboa (luvas, óculos, máscaras e batas);

SIC Esperança - Lisboa (gel alcoólico e máscaras);

U. F. de Castro Verde e Casével (gel alcoólico, desinfectante e máscaras);

Câmara Municipal de Castro Verde (donativo e adiantamento de fundos);

U.F. de Castro Verde e Casével (donativo);

CNIS - Porto (luvas);

Eugénia da Conceição-Heldt - Berlin (luvas);

SOMINCOR - Castro Verde (máscaras e gel alcoólico);

Herdade dos Gregórios - Sr. Carmelo - Castro Verde (máscaras e azeite);

RUBIS - Porto Salvo (nota de crédito a abater à factura do gás);

Funerária Mestre - Castro Verde (máscaras e luvas);

Funerária Vargas - Castro Verde (gel mãos, desinfectante e gel alcoólico);

Manuel Nobre G. Rosa (familiar utente) - Barreiro (máscaras);

*por ordem cronológica

 

A TODOS, em nome da instituição, dos seus utentes e colaboradores, o nosso mais sincero OBRIGADO!

Apresentação

Fundação Joaquim António Franco e seus Pais, fundada a 26 de Maio de 1961, é uma IPSS vocacionada para o apoio às pessoas mais carenciadas nas áreas de intervenção determinadas pelo seu fundador, ou seja, nas valências social e de saúde. Actualmente a instituição tem capacidade para servir um total de 136 utentes nas diversas respostas.

Com mais de 55 anos de existência, a Fundação tem vindo nos últimos anos a diversificar e institucionalizar a sua actividade, no intuito de melhorar o serviço prestado à comunidade, de que é prova ainda nos anos 90 do século passado a abertura do Centro de Dia (CD) e Serviço de Apoio Domiciliário (SAD), então sediados nas antigas instalações da residência do fundador.

Em 2 de Maio de 2011 a instituição inaugurou as suas novas instalações em Casével - 1ª fase do complexo social - que, para além daquelas valências, comportou ainda a Unidade de Cuidados Continuados de Média Duração e Reabilitação (UCCMDR) com 21 camas, e um pouco mais tarde, a 15 de Julho do mesmo ano, o Estabelecimento Residencial para Pessoas Idosas (ERPI) com 22 camas.

Em Abril de 2012 iniciaram-se as obras de construção da 2ª fase do complexo social de Casével, com a implementação de um novo Estabelecimento Residencial para Pessoas Idosas em Casével, já licenciado e a funcionar, com uma lotação máxima de 48 camas.

Ficando libertas as 23 camas afectas ao anterior ERPI, mais 4 camas na Unidade actual, a instituição acabou de propor à ARS o aumento de camas da Unidade de Cuidados Continuados de Casével para 48 camas, podendo este acréscimo ser na vertente de Média Duração e Reabilitação, de Longa Duração e/ou no âmbito da saúde mental / demências (Alzheimer e Parkinson).

Tendo sido regularizado o processo burocrático do licenciamento das instalações vagas, aguardamos disponibilidade do Ministério da Saúde para reduzir os tempos de espera dos doentes que aguardam cama nesta Unidade, e enquanto não outorgarmos novos acordos com a ARS Alentejo e com a Segurança Social, 10 dos quais prometidos para o início de 2017, este incremento da capacidade dos cuidados continuados irá realizar-se no contexto de um serviço de saúde privado, que infelizmente representa sempre algum acréscimo de custos para doentes, cuidadores e familiares, a nosso ver dispensável e facilmente resolvido com novos acordos.

Para tentar minimizar este impacto, a Fundação negociou um contrato de prestação de serviços com a Multicare, no âmbito dos seguros de saúde, que permitirá reduzir significativamente os custos, conforme as condições dos respectivos seguros. 

A Fundação criou ainda no âmbito social uma empresa de inserção, a Casevelimpa, cuja actividade se prende com o fornecimento de serviços de limpeza e manutenção em instalações domésticas e industriais, e visa a reintegração de desempregados de longa duração no mercado de trabalho.

Missão

A nossa missão enquanto instituição de solidariedade social é de dar sequência às preocupações sociais do fundador, reveladas no próprio testamento que instituiu a Fundação, nomeadamente a de apoiar prioritariamente as pessoas mais carenciadas da Vila de Casével, e depois as dos concelhos de Castro Verde, Aljustrel, Ourique e Odemira, sendo esse apoio expresso através de preocupações socias e cobertura dos cuidados de saúde.

Política de Privacidade

POLÍTICA DE PRIVACIDADE DA FUNDAÇÃO JOAQUIM ANTÓNIO FRANCO E SEUS PAIS

(de acordo com o Regulamento (UE) 2016/679 - Regulamento Geral de Protecção de Dados)

Parcerias - Unidade de Cuidados Continuados

Contrato de Prestação de Serviços com as Seguradoras:

Donativos anuais sem custos para os cidadãos

Através da sua declaração de IRS faça um donativo sem qualquer custo. Basta introduzir no ponto 9 do modelo H o número:

 500 847 320